domingo, 25 de outubro de 2015

Resenha - Praticamente Inofensiva - Volume Cinco da Série O Mochileiro das Galáxias

Boa tarde gente! Hoje vim resenhar o quinto e último livro da Série O Mochileiro das Galáxias, escrito por Douglas Adams. Existem mais dois livros após o quinto, escrito por outro autor, mas ainda não tenho. Enfim, o quinto livro é um pouco diferente dos demais, mas é notório o estilo de Adams, suas loucuras inesperadas e sua forma de escrita excêntrica.
Gosto muito da capa, que segue o mesmo padrão das outras e esse volume é o maior de todos, com 191 páginas. Gostei da leitura, flui muito bem e sem dúvida é um dos meus preferidos da série.
Bem, vamos para a resenha dessa obra de arte. :)


No quinto volume, Arthur Dent e Ford Prefect estão separados. Arthur está em uma nave que cai e ele é o único sobrevivente do incidente, indo parar em um planeta chamado EAgora, mas que acaba vagando em diversos planetas, afim de encontrar um que seja parecido com a Terra.
Ford se encontra no prédio do Guia do Mochileiro das Galáxias, descobrindo assim que a InfiniDim comprou o Guia e que este está sendo vendido em diversos universos. O Guia é representado por um pássaro.
Arthur encontra finalmente um planeta parecido com a Terra, onde leva uma vida quase normal. Lá em Lamuella, ele passa a ser o Fazedor de sanduíches. Esses sanduíches são feitos com carne de Bestas Perfeitamente Normais.


Tricia (Trillian) era âncora de tv na Inglaterra. Seu sonho era um emprego de âncora que lhe pagasse dez vezes mais o seu salário atual. E ela teve sorte, quando alienígenas invadiram seu jardim...
Dent é surpreendido quando Trillian chega e deixa Random aos cuidados dele, para ir para uma guerra espacial. Random é uma garota e filha de Arthur. Sim, isso mesmo.
Posteriormente Arthur recebe um pacote que Ford o mandou, e Random que o abre, gerando uma enorme confusão.
Ford chega a Lamuella e junto com Arthur, montam numa Besta Perfeitamente Normal, indo parar em um bar no meio do nada, onde Prefect se interessa em uma nave rosa choque que pertence a um cartor desse bar. Nesse nave, conseguem retornar à Terra, onde acontece alguns reencontros e uma profecia é cumprida.

Como eu já disse, gostei muito desse livro e super indico a leitura.
Para quem não sabe, existe um filme baseado no primeiro volume, O Guia do Mochileiro das Galáxias no qual pretendo assistir em breve. 


Enfim, valeu a pena ler essa série, virei fã do Douglas Adams! Indico para todos que gostam de humor inteligente e de viajar sem sair de casa.
Boa leitura!

Resenha - Os Senhores dos Dinossauros

Olá gente, boa tarde a todos! Dessa vez demorei a postar, mas vou explicar o motivo do meu sumiço, certo?  Eu comecei a ler Os Senhores dos...