domingo, 21 de dezembro de 2014

Lost Planet 3 - O que achei!

Boa noite gente, hoje vim comentar mais um game! Lost Planet 3!
Bem, eu nunca joguei os anteriores e tive agora a oportunidade de jogar o terceiro. O que me chamou atenção nele no primeiro momento foi algumas semelhanças com Dead Space (que eu tanto amo <3), então decidi que tinha que jogar, mesmo ouvindo comentários de que não era tão bom assim.
Produzido pela Capcom em 2013, Lost Planet 3 é um jogo de tiro em terceira pessoa, onde controlamos Jim Peyton.  

No início do game, vemos Jim Peyton idoso, conversando com sua neta. Na cena, ele conta à ela como deixou sua mulher e filho na terra, há 50 anos, e chegou no planeta E.D.N. III.

Jim trabalha para a NEVEC e assim explora e realiza missões no planeta gelado. É um trabalho duro, mas paga bem e Jim o aceita para conseguir manter o seu filho ainda bebê, e durante sua jornada, ele troca mensagens com sua esposa.


Uma coisa que achei foda foi a possibilidade de pilotar um robô gigante, o Mecanotriz. É um robô bem ornamentado, com funções que ajudam no combate com os monstros, e que até música possui para ouvir na estrada. ;)


Quanto a jogabilidade, achei boa, só que o personagem poderia correr mais rápido, sem necessariamente apertar L3. As armas não achei lá essas coisas, a mais útil é a metralhadora, não consegui ficar sem ela durante todo o jogo. Se o Mecanotriz estiver por perto, a munição pode ser recarregada inúmeras vezes, o que torna o jogo mais fácil. Ah, e ele possui uma pistola de munição infinita.
 

Quanto aos monstros e bosses, achei fáceis de matar. Lost Planet 3 é um tipo de jogo que não faz ninguém sentir muita raiva e nem derramar suor para matar as criaturas. Aliando isso à munição infinita, qual a dificuldade? Nenhuma, não é mesmo? haha
Mas é um bom jogo, não excelente, mas vale gastar algumas horas para jogá-lo. :)

E é isso, boa jogatina!

sábado, 6 de dezembro de 2014

Resenha - Por dentro da Série da HBO Game Of Thrones

Bom dia gente! O livro sobre o qual vou falar hoje conta os bastidores dessa série tão foda que é Game Of Thrones. *-* 
Por Bryan Cogman, é um livro da Editora Leya, assim como a coleção As Crônicas de Gelo e Fogo.
Consegui comprar esse livro numa super promoção do Submarino naquelas promoções de 24h e não me arrependi em nenhum momento. Gente, a beleza e a qualidade desse livro são inquestionáveis. Quando o pacote chegou e eu o abri, fiquei maravilhada e nem pensava em ler inicialmente, mas não resisti e já iniciei na mesma hora.
A capa é dura e almofadada, com os detalhes e símbolos das casas em alto relevo, um trabalho muito caprichado. O título da série da capa é dourado, assim como na lombada. Um ponto negativo é que aparentemente, esse dourado rala facilmente e talvez até saia com o tempo. =/




As folhas são bem grossas e a qualidade das imagens é de encher os olhos, simplesmente impecáveis de lindas! 


O livro fala das maiores casas da série, como Stark, Lannister, Baratheon, Targaryen, Arryn, Greyjoy, etc. Inicia com um belo prefácio de George R. R. Martin e depois fala sobre a muralha, os caminhantes brancos e a Patrulha da Noite, mostrando seus bastidores com imagens das locações e do trabalho já finalizado. É muito fascinante ver como foi desenvolvido o trabalho para chegar até o que vemos na tela da HBO. Temos belas imagens das artes de Westeros como Winterfell, Porto Real, Pyke, Ninho da Águia, Pedra do Dragão e Essos como Qarth e o Deserto Vermelho. É deslumbrante ver as locações desses lugares e todo o trabalho dos profissionais engajados na produção dessa excepcional série.
O livro ainda contém os bastidores da criação dos dragões, do trono de ferro e até da cena do Khal Drogo derramando ouro derretido na cabeça de Viserys. Fiquei ainda mais fascinada! Que produção foda! Dá vontade de rever cada cena para reparar em pequenos detalhes que as vezes passaram despercebidos.


Outra coisa que achei fascinante é o amor que David Benioff e D. B. Weiss (produtores-executivos e roteiristas-chefes) tem para com a série. Dá pra sentir o prazer deles em trabalhar no universo de Martin.  No livro, temos a opinião dos dois sobre o processo de produção da série, além dos próprios atores de Game of Thrones, que contam suas experiências nesse trabalho.


Super indico, é um ótimo livro. Principalmente se você é fã da série e quer se aprofundar nesse universo tão rico. Só tenham cuidado para não babar encima do livro! haha

Boa leitura.

domingo, 23 de novembro de 2014

Tha Last Of Us - O que achei!

Boa noite gente, já faz tempo que não posto nada sobre games aqui. Mas o jogo que irei comentar hoje vai compensar todo esse tempo! The Last Of Us é um jogo lindo, maravilhoso, emocionante, cheio de suspense, de aventura e mais um turbilhão de emoções. Ainda estou muito envolvida porque finalizei agora a pouco. T.T
The Last Of Us é um game desenvolvido pela Naughty Dog do gênero aventura/ação, mas que em muitos momentos, é possível ver elementos do survival horror. (♥), Foi criado exclusivamente para ps3 e posteriormente para ps4. Os cenários são muito bem desenvolvidos e bonitos. O gráfico é de encher os olhos! *-*
Quanto a jogabilidade, eu gostei bastante, me adaptei facilmente. E o sistema de fabricação de armas e outros ítens, são bem interessante.


Vamos entender um pouco mais sobre a história de Joel e Ellie...

Joel, nosso protagonista, é traficante de drogas, e junto com sua mulher, vão atrás de uma mercadoria perdida. Nessa jornada, ele tem que transportar Ellie à um grupo de rebeldes, os Vaga-lumes. Após esse momento, eles iniciam uma aventura onde os zumbis são protagonistas nesse cenário pós-apocaliptico. 
Uma coisa interessante é que Ellie é imune à essa contaminação, e apesar de já ter sido mordida, ela não se transformou em uma dessas criaturas.


Joel, que perde a filha no início do jogo, se aproxima muito do Ellie, e a mesma cria um carinho muito grande por ele. E assim um cuida do outro durante toda a trama.


Durante uma queda, Joel se machuca gravemente e Ellie faz de tudo para salvar o amigo. Nesse momento controlamos Ellie, e  ela mostra o que é capaz de fazer por Joel.


Ellie é capturada posteriormente, mas será que Joel vai ficar inerte a isso? Qual o destino de Ellie? Ela será usada para a fabricação de uma vacina? Essas podem ser as perguntas de vocês...
Mas apesar do game já não ser mais tão novo, não vou dá spoiler do final. Então, se você ainda não jogou, não perca tempo. É um jogo apaixonante, impossível não se emocionar! Eu amei e já estou com saudade! :'(

Boa jogatina!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Tag - Vamos Responder?

Boa noite gente! Hoje irei responder a primeira tag aqui do blog. Não gosto muito de tags pessoais e tal, acho um pouco desnecessário quando o intuito do blog é outro, mas respeito quem faz.
Essa tag, em especial, achei bem interessante porque fala sobre livros, e por isso senti vontade de responder! Encontrei no blog Viciadas em Livros. :)
Vamos lá iniciar!

1. Nunca li
Não me crucifiquem! haha
Bem, eu sei que muita gente já leu essa trilogia e que ama de paixão, mas só depois de muita pressão dos amigos, que assisti aos filmes. Eu tinha uma falsa imagem da saga, achando que seria muito rebuscada, de difícil compreensão e cansativo.  Mas eu estava tão errada quanto agora estou certa que quero ler os livros.
Adorei os filmes, achei lindo demais, muito bem feito. Então pra me aprofundar no universo de Tolkien, nada melhor do que ler os livros não é mesmo? Já está na minha lista das próximas compras. :)

2. Não sinto vontade de ler


 Não sei se é porque estou ficando velha, mas não sinto mais tanta atração por esse tipo de leitura adolescente. A história é bonita e fofinha, mas muito clichê, e não é isso que busco nos livros. Busco assuntos novos, enfim, não vou me ater a isso. Mas não acho atrativo. É muito diferente do meu ideal de leitura atual, então essa escolha ilustra perfeitamente um exemplo de livro que não sinto vontade de ler.

3. Todo mundo gosta, menos eu


 Conheço várias pessoas que adoram esse livro, mas não consigo sentir o mesmo sentimento por ele. Vale dizer que nunca o li, mas sei do que se trata, por já ter ouvido muitos comentários.


4. Ninguém lê, mas eu gosto


Faz muito tempo que li esse livro, ainda estava no ensino médio e peguei ele na biblioteca da escola. É um tipo de livro que eu lia muito na minha adolescência e esse, em particular, leria de novo (mas deixa isso para outra categoria) facilmente. Não conheço ninguém, exceto eu e minha irmã, que já tenha lido esse livro.  kkkk Mesmo assim, tenho um carinho muito grande por ele. :')

5. Tenho vontade de concluir


Bem, eu iniciei esse livro também no ensino médio, no entanto, nunca terminei. Achei a linguagem muito rebuscada, muito complicada, então desisti após ter lido poucas páginas. Não costumo ler esse tipo de literatura, mas gostaria de terminar de ler esse algum dia. Apesar da linguagem, a história parece boa.

6. Tenho curiosidade de ler


Já faz tempo que tenho curiosidade sobre esse livro e pretendo comprá-lo em breve. :)

7. Leria tudo de novo


Amo esse livro, inclusive o filme também, então leria tudo de novo. É um tipo de leitura que me cativa muito, com assuntos que realmente me interessa. Isso também serve para Anjos e Demônios! Ainda vou comprar o restante da obra do Dan Brown, tenho certeza que vou adorar. *-*

E é isso gente! Qual a listinha de vocês?
Até mais! :)

sábado, 15 de novembro de 2014

Resenha - A Casa - André Vianco

Boa tarde gente!
Já tem vários dias que terminei de ler esse livro, mas só agora estou com tempo para fazer a resenha. =/
A Casa, pela Novo Século, é um livro do André Vianco totalmente diferente do que estamos acostumados a ler desse querido autor. Quem já leu outros livros do André, sabe que a marca registrada dele são os vampiros, histórias de terror, suspense e aventura. Porém, em A Casa, o leitor sente a sensibilidade do Vianco para escrever algo que nos faça refletir e até chorar.
Eu confesso que fiquei muito sensibilizada com a história. Vi alguns comentários negativos sobre essa obra, mas eu acho que os autores devem sim ser flexíveis e não se prender apenas a um gênero. É o famoso "fugir da rotina". Acho interessante de vez em quando conhecer o outro lados dos autores.

Quanto a capa do livro, temos duas... 



A minha edição é a segunda, e acho até mais bonita essa capa. O título do livro está em alto relevo, as orelhas são grandes. É bom bonito.
Como podem ver abaixo, é um livro bem pequeno, com apenas 186 páginas. E como a história é envolvente, dá pra ler super rápido.



Mas enfim, vamos conhecer mais a história de A Casa...

Existe um lugar onde todos têm direito a uma segunda chance...

"A Casa é uma viagem ao fundo do coração humano. Impossível o leitor não se emocionar com o drama vivido pelos atormentados protagonistas da obra. Impossível não desejar estar lá, conhecer a casa, atravessar a porta. Uma casa que limpa o coração de qualquer pessoa."

Os capítulos do livros vão alternando entre o drama de casa personagem. Mas algo em comum os unem. Eles estão desolados por algum erro do passado e não conseguem viver em paz com esse sentimento. Esse problema não resolvido é o que atormenta a vida dessas pessoas.
Ismael, quando jovem, perde seu pai, aquele que nunca acreditava em seus sonhos e viviam sempre naquela mesma vida medíocre. Ismael não deixava seu pai conversar com ele, pois sempre gritava, querendo mostrar ao pai o seu potencial. O drama de Ismael é saber o que seu pai tinha para lhe dizer naquele dia.
Hélio tinha uma filha que nasceu com problema de saúde grave, chamada Mariana. Hélio nunca tratava Mariana como uma filha, a menosprezava e nunca dava forças pra ela quanto aos campeonatos de natação. Queria ter uma filha saudável e forte e não algo tão pequeno e fraco. No entanto, Hélio perde Mariana, e passa a conviver com grande remorso. A única coisa que ele queria era ter uma única chance de reencontrar Mariana e poder mudar aquele terrível passado.
Leonora é uma jovem lésbica, na qual nunca teve a aceitação do pai. Por isso foge de casa para morar com Célia, a mulher que ama. Leon se torna viciada em drogas. A mãe, totalmente proibida de ir atrás da filha, é obrigada a permanecer com o pai. No entanto, o pai de Leon morre e a mãe fica sozinha nesse momento, sem nenhum conforto.  O que Leon mais queria nessa vida era voltar no tempo e ficar do lado da mãe e perdoar o pai.
Rosana era casada, mas que por suspeitar de uma possível traição do marido, resolve traí-lo. O casamento chega ao fim e Rosana se torna dependente de antidepressivos e faz de tudo para criar suas três filhas bem. Porém seu marido morre em um acidente de ônibus ao ir ao trabalho e Rosana se sente culpada por tudo. O que Rosana mais queria agora era poder encontrar ele uma única vez e poder mudar aquele passado tão conturbado. 


Todos os quatro personagens recebem um bilhete contendo um endereço e a seguinte frase: "O alívio para o coração atormentado está aqui."
Ao chegarem na casa amarela, se deparam com Dona Irene, que os conduzem até quatro cadeiras, duas de costa para as outras duas e com quatro portas, uma em frente a cada cadeira. Os quatro sentam-se, tomam um chá quente e um a um adentram a sua porta correspondente. Lá dentro a mágica acontece e todos saem de lá mais leves, após terem de libertado de suas piores angústias...

E é isso gente... Eu AMEI esse livro, é muito lindo. Indico muito a todos.
Boa leitura e até a próxima! :)

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Resenha - A Noite dos Mortos-Vivos e A Volta dos Mortos-Vivos

Boa noite gente!
Hoje estou suuuuper empolgada com esse post!!!
Já faz um tempo que comprei esse livro e só agora consegui ler, e amei MUITO. ♥
Bem, como já deu para ver no título, se trata de A Noite dos Mortos-Vivos e A Volta dos Mortos-Vivos. Sim, são dois em um. Metade com metade.
E pra começar, eu tenho que falar para vocês sobre a DarkSide. Gente, essa editora já está no meu coração. É totalmente brasileira e foca no tema de livros que eu mais gosto: terror. Os livros são lindos, bem acabados, cheios de detalhes, a editora realmente capricha nos seus trabalhos. Só pra avisar, não tenho nenhum vínculo com eles, mas o que é bem feito, merece ser elogiado.


Outra coisa bacana dessa editora é que eles fazem geralmente duas versões de cada livro. Uma de brochura comum e outra de capa dura. E nenhuma deixa a desejar. A minha versão é a comum. A capa tem uma textura aveludada, como as capas de As Crônicas de Gelo e Fogo, e são muito lindas. Eu amo essas capas.
Mas ok, chega de propaganda gratuita e vamos ao conteúdo do livro! (aleluia!)

Esse romance, escrito pelo John Russo, foi baseado no filme de George Romero de 1968, um dos primeiros filmes de zumbi consagrados na história do cinema. Indico que assistam, é muito bom.


Bem, vamos lá...

Bárbara e seu irmão Jhonny vão ao cemitério visitar o túmulo do pai e se deparam com uma criatura humanóide, aparentemente normal. A partir desse momento, Jhonny é atacado e Bárbara se vê numa situação desesperadora e consegue fugir da criatura estranha até uma casa próxima do local. 
Após algum tempo, Ben, também refugiado, entra na casa e passa a proteger Bárbara e a si mesmo, colocando barricadas nas portas e janelas do local abandonado.
Posteriormente, eles descobrem que tem mais gente na casa: um casal com uma filha e dois jovens namorados. Também descobrem uma televisão, onde passam a acompanhar noticiários sobre a situação de emergência que está ocorrendo. Começam então a ter desentendimento entre os personagens, Ben querendo permanecer dentro da casa, e o Harry Cooper no porão. No entanto, é no porão que ocorre o que ninguém espera!

Gente, se vocês são do time dos zumbis lovers, vai amar o livro. Além de ter os nossos queridos mordedores, temos uma narrativa gostosa, que não cansa para ler. O livro contém imagens do filme e eu simplesmente adorei. E só para constar, a história é bem fiel ao filme.





Na metade do livro, temos uma continuação bem interessante da história. Em A Volta dos Mortos-Vivos (Não confundam com a comédia trash), a história ocorre dez anos após a situação de emergência do primeiro livro. 


A situação se repete novamente... Os mortos retornam a vida e só querem uma coisa: carne humana fresca. Bert Miller e suas três filhas moram em uma casa no campo e é atacado por um pequeno descuido de uma delas ao tentar fugir de casa. Após esse episódio, as garotas são assaltadas e Karen, grávida já começa a sentir contrações fortes.
Mc Clellan, o xerife, se vê em mais uma situação onde os mortos-vivos atacam, e tenta a todo custo salvar a vida das meninas, inclusive o bebê de Karen. 


O finais das duas histórias são surpreendentes, garanto. É leitura obrigatória para os fãs de zumbis e terror.

Boa leitura e bom filme também!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Resenha - A Queda do Governador - Parte Um

Boa tarde gente!
Como eu havia dito, vou ler dois ou três livros pequenos antes de iniciar o gigante, imenso e infinito A Tormenta de Espadas do George Martin. Então como já terminei o primeiro, vim resenhar para vocês. E o escolhido foi o terceiro livro inspirado na série The Walking Dead que eu amo muito, muito, muito. <3



Bem gente, o terceiro livro, chamado A Queda do Governador - Parte Um, é mais curto que os outros dois anteriores. Eu adorei os dois primeiros, principalmente o primeiro, porque nele passei a entender a origem do Philip Blake, ou simplesmente governador.
Outra coisa que vale ressaltar é que os livros são mais inspirados na série The Walking Dead do que baseados nela. Isso acontece porque no livro, vemos personagens que não existem na série, com exceção do governador. No primeiro livro temos a origem do Philip Blake, no segundo temos contato com personagens novos que não aparecem no primeiro livro, e o terceiro é uma continuação do segundo. Mas a grande novidade é que três personagens muito queridos da série e HQ dão o ar da graça na história. São eles Rick, Glenn e Michonne. Entretanto, a figura do governador está sempre no auge, como vilão.

Vamos entrar mais na história...

Lilly Caul está isolada e abatida após a morte de Josh e se sente em um inferno em Woodbury com as atrocidades e loucuras insanas que Philip Blake continua a fazer na cidadela para passar o tédio de seus moradores. Mordedores são mantidos aprisionados e são alimentados com corpos decepados. Eles são usados nas batalhas presos em correntes, onde duas pessoas lutam fingidamente para agradar à plateia que assistem horrorizados aquele espetáculo, mas principalmente para agradar ao governador.


 Em uma das caçadas rotineiras na busca por mantimentos, Lilly e outros moradores, inclusive Austin Ballard, um jovem de 22 anos que se interessa por ela escutam um barulho estranho e descobrem que um avião caiu ali nas redondezas. Após irem ao local e levarem as vítimas a Woodbury, eles mão podem prever os destinos das pobres criaturas...
Um momento mais tarde, três visitantes já conhecidos por nós, aparecem em Woodbury e são sujeitos a muita tortura. Rick, Gleen e Michonne passam a conhecer o joguinho doentil do governador e tentam a todo custo fugir daquele inferno.

Bem gente, a resenha é pequena, mas como já falei, o livro é bem curto. Mas apesar disso, eu indico muito. Inclusive os anteriores. A linguagem é super tranquila e a narração é bem atrativa. Quem acompanha a série, vai adorar os livros com toda certeza. E pra quem já leu, nem preciso dizer que é uma obrigação assistir a série né? Ainda mais agora que já iniciou a quinta temporada. *-*

Boa leitura e cuidado com os zumbis. ;)


sábado, 11 de outubro de 2014

Resenha - As Crônicas de Gelo e Fogo - A Fúria dos Reis - Livro Dois

Bom dia gente!
É com muita alegria que venho finalmente resenhar o segundo livro das Crônicas de Gelo e Fogo, do George R. R. Martin. Se você não viu a resenha do livro um, clique aqui. 
 Demorei um pouco para ler, por conta do pouco tempo e também pelo tamanho do livro, mas aqui estou para falar sobre esse livro tão lindo e com um conteúdo maravilhoso. *-*
Bem, A Fúria dos Reis segue o mesmo padrão de A Guerra dos Tronos, então a capa também tem a textura aveludada e emborrachada. Muito bonita, por sinal. :)
Lembrando que também tem a outra versão, a pocket, que também é bem legal.


O livro é maior que o anterior, mas igualmente fascinante. A narrativa também é ótima, de fácil entendimento, e para quem já leu o primeiro, com certeza terá ainda mais facilidade para ler esse livro. Eu, pelo menos, já estou super acostumada com a narrativa do George Martin. :)
Vamos adentrar um pouco no seu conteúdo...

Um cometa vermelho aparece no céu de Westeros, fazendo com que cada um tire suas próprias conclusões sobre o seu significado. Para algúns, vida, esperança... Para outros, morte e escuridão.
Após a morte de Robert Baratheon, se inicia um grande desejo entre os reis de conquistar o trono, cada um com seus motivos. Stannis Baratheon e Renly Baratheon, irmãos de Robert, se tornam inimigos, a partir do momento que o trono se torna o maior objetivo de ambos. Stannis se entrega a uma nova religião e passa a seguir conselhos de uma sacerdotisa chamada Melisandre, a Mulher Vermelha. Segue então uma batalha com os Lannister que faz juz ao título do livro, onde o fogo vivo é uma das principais armas utilizadas e a fúria o grande incentivo.


Robb Stark, o novo Rei do Norte, junto com seus vassalos, se unem em batalha e capturam Jaime Lannister, na tentativa de salvar suas irmãs e vingar a morte do pai.
Theon Greyjoy volta para Pyke, após dez anos vivendo como prisioneiro em Winterfell , e tenta a todo custo mostrar para seu pai, Balon Greyjoy, que ele continua sendo um homem das Ilhas de Ferro, cometendo assim barbaridades para com aqueles que o criaram bem durante tanto tempo.
Daenerys Targaryen, junto com Jorah Mormont e seus companheiros de sangue, seguem o cometa vermelho em busca de algum local onde possam conquistar navios e homens. Daenerys, mãe de dragões, quer dessa forma conquistar o trono, que é seu por direito.
Arya Stark chega em Harrenhal e tenta a todo custo de livrar daqueles que a maltratam.
Bran Stark se descobre especial, com um poder para lá de fantástico, dessa forma podendo ver em seus sonhos verdes o que ainda estar por vir...

 E é isso gente, espero que tenham gostado e que essa pequena resenha tenha incentivado vocês a lerem esse livro e continuarem até o fim da coleção.
Outra coisa que quero falar para vocês é que vou ler três livros pequenos antes de iniciar o terceiro das Crônicas de Gelo e Fogo. Acho interessante essa intercalada porque o terceiro livro é gigantesco, então para não ficar presa apenas nessa série, decidi que vou fazer isso. Então teremos mais três resenhas de livros em breve! Fiquem de olho aberto. :)

Até mais e boa leitura!







sábado, 4 de outubro de 2014

Dica de Jogo para Android - Gartic

Olá pessoal, bom dia à todos!
Já tem três dias que descobri um jogo para android muito viciante, então decidi compartilhar com vocês.
Trata-se de Gartic, um jogo que consiste em fazer desenhos para os outros adivinharem. Vi sobre esse jogo pela primeira vez no canal Coisa de Nerd e em seguida, procurei na Play Store se tinha para android. Lembrando que o Leon joga no pc mesmo, mas o post é para mostrar a versão android do jogo.
Se você quiser conhecer a versão para pc, clique aqui.


Na versão para android, você entra, coloca seu nome de usuário, escolhe um ícone e depois escolhe uma categoria.



 Em seguida, você entra numa sala e aí já inicia o jogo! As pessoas que estão na sala irão, cada um, fazer desenhos, e seu papel é adivinhar o que estão tentando desenhar, e assim ganhar pontos. Lembrando que ser mais rápido faz você ganhar mais pontos.


E vocês, já conheciam esse jogo? Gostam dele?
Eu estou viciada, haha! :)



domingo, 21 de setembro de 2014

WishList de Livros

Boa tarde gente!
Primeiramente gostaria de me desculpar pela falta de postagens, mas minhas aulas da faculdade voltaram e eu estou realmente com pouquíssimo tempo pra ler e jogar, por esse motivo não postei nada na última semana. Mas só para atualizar vocês, estou lendo o segundo livro das Crônicas de Gelo e Fogo e jogando Castlevania: The Lord of Shadows 2. Estou tentando ler o livro no trabalho e na faculdade, nos intervalos e tal. Como já devem saber, o livro é grande e demanda bastante tempo para lê-lo. Nessa semana chegou cinco livros que comprei no Submarino e que estou muito louca pra ler, então vou tentar ler o livro atual o mais rápido possível. Ontem joguei um pouco e avancei legal, então acredito que não vou demorar muito pra zerar e postar o que achei do game aqui no blog.
Para não deixar esse post assim só com as explicações da minha ausência, vou postar uma lista de desejo com 5 livros que pretendo comprar assim que possível (e quando terminar de ler tudo que tenho aqui kkkkk).

Abaixo segue a lista, mas não está em ordem de preferência ok?

1. Box - Coleção A Torre Negra - Stephen King


2. Star Wars - A Trilogia - Darkside
Assisti aos seis filmes a pouco tempo e fiquei super curiosa quando a Darkside, que é uma editora foda, lançou esse livro. *-*
3. A Coisa - Stephen King

4. Nosferatu - Joe Hill
Li a sinopse desse livro e amei, já quero!


5. The Walking Dead - A queda do Governador - Parte 2 - Robert Kirkman e Jay Bonansinga
Esse acabou de sair do forno e ainda está em pré-venda nos sites, mas já estou desejando muito! ♥


Bem gente, essa foi a minha listinha de livros que estou babando pra ler, mas claro que tem muitos outros, mas foram os que vieram primeiro na minha cabeça. E vocês, que livros estão querendo ler no momento?

Até mais e boa leitura!

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Dead Space 3 - O que achei!

Boa noite gente!
Hoje vim trazer pra vocês mais um Dead Space. Dessa vez o último da trilogia, onde a história acontece em um gelado planeta chamado Tau Volantis.  
 

Antes de mais nada, é importante falar sobre as principais diferenças entre esse jogo e os outros que o antecederam. Dead Space 3 foge um pouco da temática exclusivamente do horror/terror. Digo "um pouco", porque o jogo não deixa de apresentar elementos já antes conhecidos por quem já jogou os anteriores, mas agora temos um pouco de ação inserido no contexto, com mais disponibilização de munição e outros itens, lembrando um pouco o caso de Resident Evil (♥). No entanto, na minha opinião, continua sendo um jogo foda, mesmo que eu tenha mais preferência pelos outros. As armaduras do Isaac deixam de ser compradas e são inseridas para o uso de acordo com o avanço dos capítulos.

Agora vamos para as grandes novidades! O Isaac agora consegue rolar e se esquivar de ataques inimigos, ganhando assim mais mobilidade em suas missões.


Outra novidade é o novo sistema de armas. O jogador pode criar suas próprias armas, de acordo com peças que encontra durante o game. Eu achei interessante a ideia, porém o personagem não suporta mais levar quatro armas consigo, limitando-se assim ao uso de três. Quanto aos monstros, temos alguns repetidos dos jogos anteriores, como aquele que carrega uma bolsa explosiva amarela que mostrei no post de Dead Space 2, além de muitos outros diferentes e velozes.

Agora um pouco da história...
Isaac e Ellie encontram o o Sargento Carver, um sobrevivente a um ataque no planeta Uxor, e juntos descobrem Tau Volantis, um planeta  super gelado. Lá, são encontrado os destroços de uma colônia com 200 anos. Notando-se que esses colonos encontraram a fonte para deterem Necromorph (espécie de monstros que infestaram o planeta a 200 anos), acontece um acidente ao aterrarem no planeta. Ellie separa-se dos outros e Isaac decide salvá-la como objetivo de parar os markers. Eles encontram muitos obstáculos, inclusive novas variantes dos necromorph.


Enfim gente, vale a pena jogar. É um game muito foda, tem gráficos muito bonitos, boa jogabilidade, e muito, muitos monstros pra explodir!

Boa jogatina! :)

domingo, 24 de agosto de 2014

Resenha - As Crônicas de Gelo e Fogo - A Guerra dos Tronos - Livro Um

Bom dia gente!
Hoje vim trazer pra vocês a resenha desse livro tão perfeito e aclamado que é As Crônicas de Gelo e Fogo - Livro Um.


Bem, como todo mundo sabe, os livros da série " As Crônicas de Gelo e Fogo", do George R. R. Martin que deram origem a série tão aclamada da HBO Game Of Thrones.
Até o momento já têm cinco livros e quatro temporadas. Os livros possuem duas versões, a normal, com orelhas e folhas grossas e amareladas e a versão pocket, que vem em um box muito bonito, no entanto com folhas mais finas e brancas. No meu caso, comprei a versão normal mesmo.
Eu assisti a série antes de ler algum dos livros, então não tive surpresas nem nada do tipo. O livro um retrata a primeira temporada, nada além disso.


Achei a história muito bem narrada, de forma que o leitor não tenha dificuldades para compreender.
Martin consegue prender a atenção do leitor, descreve muito bem os fatos e os personagens neles inseridos.
Não sei em relação aos outros livros, mas a primeira temporada da série foi muito fiel ao primeiro livro.
Todas as minhas dúvida perante a série foram sanadas pelo livro, onde tudo fica mais fácil de entender.
O Livro um narra muito bem sobre diversas casas, como Stark, Lannister, Arryn,Tully, Baratheon, etc.
Cada casa tem seu lema, e isso podemos notar fortemente na leitura. Cada capítulo leva o nome de um personagem, se passando assim a narração no ponto de vista de cada um deles.
Bem, mas vamos entrar um pouco na história em si...

Ned Stark, da casa Stark, é convidado pelo Rei Robert, da casa Baratheon, a ser mão do rei após a morte de Jon Arryn, antiga mão. Ned então aceita e passa a viver nas fortalezas do rei com suas duas filhas, Arya e Sansa Stark. No entanto, Ned, um homem que acima de tudo é honroso e honesto, descobre algo que pode gerar uma grande guerra entra as casas.

Gente, é um livro muito bom, indico para todo mundo que gosta de histórias medievais com dramas, guerras e romances. E se você ainda não conhece a série, também indico. É meio que uma obrigação assistir e ler os livros. kkkkkk

Certo dia encontrei em uns sites uma ideia muito bacana que é a de fazer o seu próprio marcador de livros. Ou seja, você pode ter um marcador exclusivo e que é a sua cara. Eu fiz dois com a temática de Game Of Thrones, um da Casa Stark e outro dos Targaryen. Peguei as imagens no google, editei no tamanho certo pelo Corel Draw, imprimi e mandei plastificar. Veja como ficou: *-*


E é isso gente! Em breve farei resenha do segundo livro. :)
Boa leitura a todos!

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Dica de Livros - Ecos da Morte / Desejos dos Mortos

Boa noite galera!
Hoje vim trazer para vocês mais uma dica de livros, e dessa vez trouxe os dois primeiros livros de Ficção Fantástica da Série The Body Finder da escritora americana


Violet Ambrose, uma adolescente que tem um dom secreto no mínimo muito mórbido. Ela consegue sentir a presença de corpos.  Ruídos, cores, cheiros. Sim, isso mesmo. Porém, somente no caso de vítimas assassinadas. Violet é melhor amiga de Jay Heaton desde a infância e se descobre apaixonada por ele. Jay corresponde ao sentimento de Violet e daí surge um romance, de forma que Jay se pega em situações bastante complicadas para ajudar e salvar a namorada. 





No primeiro livro, Ecos da Morte, mostra o início de tudo, desde a descoberta do dom de Violente na sua infância e a presença de animais mortos enterrados que a mesma sentia.
Na pequena cidade onde se passa a história, ocorre uma série de assassinatos e Violent sabe que ela é a única que pode ajudar a desvendar esse mistério.
Já em Desejos dos Mortos, Jay começa uma grande amizade com Mike e Violet tem oportunidade de sobra para pensar e repensar sobre o que, afinal, está fazendo seu namoro dar errado. Daí ela começa a investigar a vida de Mike e diante da trágica história familiar do garoto Violet se depara com uma verdade capaz de colocar todos eles em extremo perigo. 
Gente, vale muito a pena ler.
No entanto, é com tristeza que tenho que falar que há somente os livros 1 e 2 nas versões traduzidas para o Brasil, sendo que a série já fechou com quatro livros. O terceiro e o quarto são respectivamente O Último Eco e Silêncio Mortal e é muito chato iniciar uma série e não poder ir até o fim. É muito broxante. :(
Quando comprei os dois primeiros, não sabia disso, então minha alegria gigantesca deu lugar a grande decepção.
Mas enfim, dá pra ler os dois livros de boa porque cada um tem o seu desfecho, independentemente dos outros. Mas seria sim maravilhoso ler todos. Vamos ficar na torçida para que sejam lançadas as versões traduzidas.

Boa leitura!

sábado, 9 de agosto de 2014

Dead Space 2 - O que achei!


Boa noite a todos! Agora que estou "quase" de férias, poderei postar com mais frequência aqui no blog. :)

Bem, o último jogo que finalizei foi o fodástico e perfeito Dead Space 2. Eu estou até agora maravilhada com esse game. Ele me atendeu em todos os requisitos que procuro nos games. A EA foi foda! *-*
Pra quem já jogou o primeiro da franquia, pode ficar ainda com mais expectativa porque essa sequência segue a mesmo sistema do primeiro, só que pasmem, ainda melhor! Sim, os gráficos são ótimos, o efeito de sangue fica ainda mais legal. É sem dúvida mais assustador que o primeiro, com um suspense de tirar o fôlego. A história também é boa e envolvente.
 Podemos rever alguns monstros do primeiro jogo, armas, e como já falei em outro post sobre DS 2, a grande novidade é que agora ele flutua em várias partes do game.


Esse monstro é bem legal, pra quem jogou o primeiro game, já sabe né? Basta atirar na bolsa amarela que ele carrega que ele explode e morre. Porém, tome cuidado para não explodir ele muito perto de você, senão você morre junto!

Esses bichinhos sempre aparecem aos montes e são bem rápidos. Acho eles parecidos com ETs. kkkkkkkkk

Em alguns momentos você tem que matar monstros de umas formas desconfortáveis, tipo como na imagem, de cabeça para baixo.

Mas sem dúvida esse ser aqui é um dos piores. No primeiro jogo, temos alguns monstros meio que imortais que você precisa atirar nas pernas para ele cair e ganhar tempo para sair correndo! Pois então, esse dito cujo aí em cima é um desses. E eu tenho um pavor maldito por eles.

Uma das coisas perturbadoras desse jogo é a visão que o Isaac tem constantemente de sua namorada morta. E no final do game, é exatamente ela que vamos enfrentar, numa cena bem sombria e forte.
Enfim, é um ótimo jogo!

Boa jogatina! :)

Resenha - Morte: Edição Definitiva

Bom dia gente! Hoje vim resenhar uma HQ maravilhosa, cativante, linda e perfeita! Sim, é isso tudo mesmo e muito mais. A Morte é um dos meu...